Ao Azul do cinza

O Cartel 011 e O ISCREAM apresentam a instalação “Ao Azul do Cinza”, de Alessandra Duarte, no CZO ART SPACE.

A exposição marca a segunda edição da parceria entre a Stella Artois e o Cartel 011, que até Outubro vai trazer novos nomes da arte, design e fotografia para a galeria.

O trabalho de Alessandra Duarte explora processos de imersão e desaparecimento de paisagens, influenciada por um Brasil urbano onde, “aqui tudo parece que está em construção e já é ruína” (Lévi-Strauss, 1930). Usando restos e resíduos, efêmeros e descartados, elementos em estados indeterminados passam a existir como pintura, trazendo ideias de permanência e transitoriedade, valor e descarte, lugar e memória.

Ao virar pintura, o entulho (antes parte de um espaço) se distancia de seu lugar de origem e de seu destino final.  Sua presença no cotidiano urbano como matéria prima e lixo, na construção de uma cidade, é reafirmada em seu estado transitório de descarte.  E, através da cor, se desdobra como uma metáfora fluida para a mutação descontrolada dos espaços urbanos em relação à pessoa imersa nesta realidade.

A instalação fica até o dia 24/9 no CZO ART SPACE, Rua Artur de Azevedo, 517.